Pages

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Lady Gaga, "The Cure"


Ao fim de quatro dias de cama a tentar recuperar de uma amigdalite e tudo de bom que vem de arrasto, eis que a Lady Gaga me presenteou com uma cura alternativa, música nova! (só é pena que não seja suficiente para aniquilar as minhas enxaquecas). Apresentada pela primeira vez no seu show no Coachella, "The Cure", é um aperitivo para o que está por vir. Se a Joanne morreu e vem aí um novo álbum ou EP, não sabemos, mas o importante é que não fique por aqui.

Após preencher a vaga deixada pela Beyoncé como cabeça de cartaz do maior festival de música da Califórnia, a Gaga sabia que todos os olhos estariam postos nela. Tal como aconteceu no Super Bowl, a performance foi recheada de êxitos, coreografias ousadas e momentos de cumplicidade com o público, mas o que realmente deu que falar foi o lançamento surpresa do novo single.

"The Cure" é um verdadeiro hit pop com influências tropical house que fazem lembrar um pouco o som da era The Fame, de 2008,  e canções como "Eh, Eh" e "Second Time Around", em vez da vibe country/rock do disco Joanne. Como nunca se pode agradar a todos, já há quem chore que a música é "demasiado genérica", mas quando ouviram as faixas do último trabalho reclamaram que "não era comercial e seria um flop"... Ugh! Entretanto já alcançou a 1ª posição em tops de  +50 países, portanto a resposta geral do público tem sido muito positiva.

Sinceramente, estou bastante satisfeito com este single. Apesar de não ser muito elaborado e ter um refrão pouco pujante, é simples e permite que a mensagem fale por si só. É o hino que precisávamos para este Verão e vai passar muitas vezes na minha playlist.

Quanto à Lady Gaga, vai voltar a ser acompanhada no deserto durante o próximo fim-de-semana, por Kendrick Lamar, Radiohead e outros 100 artistas, para a 18ª edição do festival. Um pormenor que considero igualmente pertinente e importante sobre a participação da Mother Monster: pela primeira vez numa década, uma mulher foi uma das headliners do evento. Yikes!


Já ouviram "The Cure"? Gostam ou nem por isso? 

3 comentários:

  1. A mulher é poderosa, tudo que solta nas rádios vira hits em primeiro lugar!!

    Beijinhosss
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderEliminar
  2. Ainda não ouvi, mas estou curiosa! Tenho gostado mais dos trabalhos dela mais recentes em comparação com os antigos (= (pequeno aparte, e espero que não leves a mal, mas escreve-se "eis" e não "heis")

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escreve-se das duas maneiras mas sim, neste caso a correcta é sem h. Agradeço o reparo :)

      Eliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...