Pages

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Já chega, não? ⤫ "E tirares a carta?"


Se há jovens que já não aguentam ouvir "Quando é que te casas?" ou "E filhos?", eu ganhei um ódio à pergunta "Não está na altura de tirares a carta?". Não, não está. Que eu saiba, não possuo nenhuma versão mecânica do relógio biológico que buzina sempre que vejo um carro. Como é que fui capaz de chegar aos 25 anos sem ter a carta de ligeiros? Alguém me leve a um médico que não posso estar bem. Ugh.

Ao que parece é totalmente inconcebível que ainda utilize transportes públicos para me locomover. "Com a tua idade já conduzia há sete anos..." E? Desde quando é que ser proprietário de um veículo se tornou numa necessidade básica de sobrevivência quando atingimos a maioridade? Poupem-me.

As pessoas sentem necessidades distintas e a diferentes alturas da vida. Segundo a lei, a partir dos 18 temos a possibilidade de pegar num carro, mas isso não significa que seja regra. Cabe a cada um de nós tomar esse passo se assim achar necessário ou possível. Um pensamento lógico que mesmo assim é recebido com a ocasional "o teu irmão ainda vai tirar a carta primeiro que tu". Até parece que sou menos homem por isso, que absurdo.

Confesso que quando era mais novo pensei que já estaria ao volante a esta altura do campeonato, mas as coisas nem sempre são como idealizámos. De facto, já o podia ter feito, mas para quê? Para ficar anos sem conduzir porque não tenho dinheiro para comprar um carro? Em termos de acessos, chego muito mais depressa a qualquer lado com os transportes, e não tenho a preocupação de arranjar um sítio para estacionar. Não sou idiota, sei perfeitamente que dá sempre jeito ter a carta na eventualidade de alguma emergência ou problema, mas daí a carregar uma cruz vai uma distância.

Recuso-me a gastar dinheiro a aprender a conduzir para depois ficar anos sem voltar a tocar num volante. Não faz sentido nenhum. Já para não falar que sou um autêntico zero à esquerda no que toca à sinalização. Quando digo que não percebo nada de sinais, é nada mesmo. Vá, sei identificar o sinal de STOP e mais uns dois ou três, mas de resto, nicles. É que nem as marcas e modelos sei distinguir, além dos mais óbvios, claro. "Ah mas é para isso que tens aulas", no shit Sherlock. Esta é uma decisão que só a mim diz respeito e estou farto que me julguem por isso. Também não ando por aí a perguntar "Quando é que fazes esse buço" ou "E começares uma dieta?", portanto deixem-me em paz. Já chega, não?

Já tiraram a carta? Foi logo aos 18? Foram pressionados a tal?

16 comentários:

  1. Tenho 19, estou a tirar a carta e se não fosse extremamente necessário, nunca tinha começado com este tormento. Odeio conduzir mas também odeio o facto de estar dependente de toda a gente para ir onde quero. O que vale é que só me falta fazer o exame, e se tudo correr bem o tormento de ter aulas acaba.
    Boa sorte para o facto de teres de continuar a ouvir essas bocas e para quando começares. :D
    João, Náměstí J

    ResponderEliminar
  2. Eu tirei carta a muitos anos atrás e eu não dirijo!
    Peguei raiva mortal do trânsito =(

    Ótima semana ❥

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderEliminar
  3. Devo admitir que, no meu caso, tirar a carta veio atrelado a fazer 18 anos, fazia sentido que assim fosse para os meus pais e eu não quis arranjar problemas por causa disso. Também eu pensei que não daria uso ao documento... a verdade é que conduzo pelo menos duas vezes por semana o carro da minha mãe, ou para lhe fazer favores, ou para ir àquele evento nocturno para o qual é crucial que tenha «boleia» para regressar - essa boleia sou eu mesma! - e, sou sincera, dá-me mesmo muito jeito. Embora prefiro andar a pé para todo o lado, ter a carta de condução permitiu-me outra liberdade, como não estar dependente de horários: «Mãe, gostava de ir à praia com fulanos, posso levar o carro?», vamos e sem nos preocupar com as horas de regresso.
    Porém, compreendo o que dizes, se não fosse pelas coisas que descrevi em cima, a carta bem que ficava parada e daqui a 2 anos já não saberia o que era um volante...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se os meus pais me deixassem conduzir o carro deles também, mas no meu caso isso não se aplica. Portanto se quisesse liberdade, teria que sair toda do meu bolso haha. Que dava jeito para ir para a praia, dava!

      Eliminar
  4. Eu já tirei e tirei aos 18 mas não fui pressionada para isso! É muito mau quando somos pressionados a fazer algo qu enão queremos! Não te sintas pressionado! Tira quando quiseres!

    Beijinhos
    That Girl | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ResponderEliminar
  5. tirei a carta mal fiz 18 anos. custou-me bem o dinheiro mas foi um bom investimento visto que vou todos os dias de carro para a universidade (porque aqui meios de transporte são escassos)
    mas a pergunta que não posso ouvir é "e os namorados?" fico a rolar os olhos com vontade de dar meia volta e ir embora ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A eterna pergunta dos namorados... como se a felicidade dependesse unica e exclusivamente de um plus one.

      Eliminar
  6. Tenho 19 anos e sinceramente também já ouvi demasiadas vezes essa pergunta e claro, é super irritante!! O pior é que comecei a tirar a carta à pouco tempo e agora sempre que a minha família me vê pergunta "então já tens a carta?" tipo como se fosse assim tão rápido! Preferia não ter dito a ninguém que ia começar a tirá-la!! Enfim...

    Beijinhos!!
    Black Rainbow Instagram

    ResponderEliminar
  7. Tens muito tempo para isso! Não és "inferior" por não teres a carta... aliás, com a vasta rede de transportes que as cidades atualmente possuem, é uma asneira deslocar-se de carro.
    Eu já tenho carta há praticamente um ano (tirei-a mal fiz os 18) por uma questão de necessidade, dado o facto de no lugar onde resido não ter assim tantos transportes ao dispor. Mas se vivesse numa grande cidade, certamente ainda não a teria.

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Tirei com 19 e comecei as aulas com 17, shame on me... mas nunca reprovei xD
    Confesso que agora adoro conduzir (embora não o faça tanto como gostaria) e dá-me muito jeito ter a carta (onde vivo não há grandes transportes). Mas também só tirei tão cedo porque não a paguei, na altura não queria e não estava para gastar (taaanto) dinheiro em algo que não me apetecia fazer!

    ResponderEliminar
  9. Eu tirei logo após fazer os 18 anos e ainda bem que o fiz porque na época tinha mais tempo para me focar na carta. No entanto, só recentemente, aos 25 anos, é que tive o meu primeiro carro. Até aqui conduzia o carro dos meus pais, ocasionalmente, e inclusive a necessidade da carta (que coincidiu com os 18 anos) surgiu de uma situação emergência. Hoje em dia, conduzo todos os dias porque estagio por turnos. Seria impensável não ter carta ou carro.

    Entendo, contudo, a tua frustração.
    As pessoas não gostam dos outsiders e tendem a armar-se em policiais. Porquê? Bla, bla, bla. Eu acabo por me divertir com isso.

    ResponderEliminar
  10. Opá, antes que me esqueça... Soltei uma gargalhada quando falaste do buço ahahahah
    Eu sou muito da opinião que a carta de condução dá uma independência enorme à pessoa e que se torna mais fácil certas coisas, como ir às compras para casa ou arranjar emprego.
    Contudo, não julgo quem não tira logo a carta aos 18 anos porque eu também não tirei e no entanto tive emprego e conseguia trazer o essencial também para casa. Acho que cada um sabe de si :)

    Beijinhos*
    www.quandooeusetornaemnos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo que a carta de condução pode dar mais independência às pessoas, mas se não tivermos um carro para conduzir, não serve de muito :)

      Eliminar
  11. Vou fazer ainda 16 anos no próximo domingo, por isso, não posso dizer muito acerca disso, nem falar sobre essa experiência (porque ainda falta para acontecer), mas eu e o meu pai falamos acerca disso e ambos estamos ansiosos para que isso aconteça.
    Por acaso acho que nunca tinha lido algo assim do género, alguém a se queixar por estar a ser pressionado, mas concordo com o que dizes, afinal de contas tu é que sabes o que queres fazer com os teus anos de vida e ponto final.

    É a minha primeira vez aqui e parece-me que não será a última.

    ResponderEliminar
  12. Faltam-me fazer os exames de código e condução para terminar a carta, e embora estivesse ansiosa para o fazer assim que chegasse aos 18, acontece que se não tivesse sido por uma certa eventualidade, eu também só a tiraria daqui a uns anos. Tendo em conta o curso que estou a fazer, e a quantidade de materiais com os quais tenho de andar para cima e para baixo, ter a carta na mão vai-me dar um jeito do caraças! Quanto ao carro, pela parte que me toca, estou um bocado facilitada nesse aspeto, mas são as vantagens de ter a família grande.
    E após umas quantas aulas de condução, e mais umas quantas por vir, confesso-me apaixonada pelo ato de condução. Mas percebo o teu ponto de vista, até porque por muito fácil de seja poder correr o carro pelas ruas, há que compreender as razões pelas quais os outros não tencionam seguir o mesmo caminho do que nós. Para mais de que também não faz sentido nenhum, agora que vejo, de se tirar a carta LOGO aos 18. Esta ideia veio de muitos macaquinhos que nos metem na cabeça, mas há sempre alguém que o faz por querer, como é o meu caso! :D
    E não te preocupes, manda essas pessoas que chateiam, passear! (e se elas tiverem carro, melhor ainda, porque mais depressa se afastam de ti, eheh!)
    Beijinhos,

    LYNE

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...